Cidadão de Bens
   José Orlando  Silva  │     26 de outubro de 2017   │     13:40  │  0

É possível que ao ver esse título, você tenha a principio, questionado: ele não quis dizer cidadão de bem?”  Na verdade gostaria de dizer cidadão de bem, mas há uma diferença entre querer dizer e poder dizer. Este termo foi proferido e  estabelecido em uma classe que estava de Psicologia Social, cuja critica justificável se [ Leia mais... ]
COMENTÁRIOS 0

>Link  

QUEERMUSEU
   José Orlando  Silva  │     24 de setembro de 2017   │     16:39  │  0

Já faz alguns dias que essa tem sido a palavra do momento, devido a exposição de arte brasileira contemporânea em Porto Alegre, sob a alegação de uma celebração da pedofília e da zoofilia, além de blasfêmia. A mostra denominada Queermuseu tinha 263 obras, algumas delas causando revolta e veementes discursos protecionistas à família e aos [ Leia mais... ]
COMENTÁRIOS 0

>Link  

PLUS ULTRA “MAIS ALÉM”
   José Orlando  Silva  │     1 de setembro de 2017   │     21:07  │  0

                 Reflita comigo, já chegamos no limite? A comodidade responde que já e a coragem que não. Nos tempos em que a Espanha era o poder dirigente do mundo, dava expressão à sua arrogância por uma inscrição gravada em sua moeda: Nec Plus Ultra, que significa “Nada mais [ Leia mais... ]
COMENTÁRIOS 0

>Link  

Hong Kong: EU ERA FELIZ E NÃO SABIA
   José Orlando  Silva  │     3 de agosto de 2017   │     23:19  │  0

                Hong Kong é um típico exemplo contemporâneo de uma colônia, que ao ser devolvida ou libertada reflete um adágio popular: “Eu era feliz e não sabia”. Foi em primeiro de julho deste ano que marcou os vintes anos de devolução de Hong Kong à China, depois de [ Leia mais... ]
COMENTÁRIOS 0

>Link  

INSTANTE
   José Orlando  Silva  │     17 de julho de 2017   │     9:55  │  0

  Reiteradas vezes nos deparamos com consequências de um ato que só nos traz o desejo de retrocedermos o tempo e percebemos quão impotentes somos, em virtude da impossibilidade de desfazer tais consequências.  Afinal de contas o tempo não para, porque não retrocede. E se volta e retrocede, isso acontece apenas nas lembranças.  E o [ Leia mais... ]
COMENTÁRIOS 0

>Link