INSTANTE
   José Orlando  Silva  │     17 de julho de 2017   │     9:55  │  0

 

Reiteradas vezes nos deparamos com consequências de um ato que só nos traz o desejo de retrocedermos o tempo e percebemos quão impotentes somos, em virtude da impossibilidade de desfazer tais consequências.  Afinal de contas o tempo não para, porque não retrocede. E se volta e retrocede, isso acontece apenas nas lembranças.  E o mais curioso é que essas lembranças que nos apresentam apenas a sombra da realidade, por um mapa unicamente mental do fato ocorrido, nos lembra constantemente quem somos, seres impotentes e incapazes de mudarmos as consequências que vieram de um ato do instante, diante da ação do implacável tempo.

Quem de fato está no controle? Pensamos que somos nós. Na verdade o controle só pode estar nas mãos de quem vive no contexto de atemporalidade e não fica à mercê dos instantes que modificam uma vida ou toda uma existência.

Nós, os temporais, o máximo que conseguimos é simplesmente lembrarmos do instante que desencadeou as consequências: algumas  felizes e outras nefastas.

Essa análise nos leva a concluir que a vida é estabelecida pelos instantes, e creio que é por esse curto período de tempo que algo acontecerá e nossa sorte mudará. Que instante será esse? Esperá-lo e aguardá-lo para mim, representa a mais real esperança de mudança. Pense Nisso! 😉

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *